quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Carlos Ribeiro o mago da inovação gastronômica convida:


Carlos Ribeiro


Linda,
Bom dia!!
O Restaurante Na Cozinha realizará nos dias 27 e 28 novembro (sexta e sábado) um Jantar Beneficente para a Casa Lar Novo Mundo, com a convidada especial Hideko Honma e as ceramistas Acácia Azevedo, Beth Yen, Cer 10 Cerâmica de Atelier, Claudia Nishinaka, Heloisa Kooro, Iweth Kusano, Olga Ishida e Vicente Cardia.
O chef Carlos Ribeiro prepararou um menu Nipo-brasileiro com inspiração em seu livro "Cozinha Japonesa para Brasileiros" pela Publifolha.
Boas vindas
Espumante Veuve Elise
Entrada
Chawan mushi de camarão com cogumelos
Nama Sakê
Prato Principal
Trouxinha com rabada desfiada com Nirá e tempero oriental, mel trufado e tomate concassê
Karakuti Sakê
Sobremesa
Gelado de lichia em calda de gengibre
Junmay Sakê
Valor do jantar por pessoa
R$ 99,00 + 10 serviço (refrigerantes e outras bebidas não estão incluso)
Horário
Das 19h30 às 23h30
Inlcui
- Saquê para todos os pratos;
- 1 Peça das ceramistas participantes.
Local
Restaurante Na Cozinha
R. Haddock Lobo, 955 - Jardins
Reservas: com a Flávia e Alex pelo telefone 3063-5374 das 12hs as 20hs

Linda Susan 19/11/09

domingo, 15 de novembro de 2009

Aparaibatem amiga blogueira Patty Martins


Amiga blogueira Patty Martins você pediu eis. Não ficou tão bonita quanto a 1ª que fiz. Confesso que da 1ª vez( ontem) fiz igualzinho a receita...hoje tentei fazer com a banana inteira e alguém ligou na hora e o caramelo acabou passando do ponto.Veja a foto registrou até as borbulhas do caramelo. Mas...gostosa estava mesmo!Dividi as calorias com meu marido, claro! Se nãooooo... minhas dicas nutricionais anteriores vão pró beléleu rs rs rs

Banana caramelada de Patty Martins, vide receita em:http://aquinacozinha.blogspot.com/2009/11/banana-da-terra-caramelizada.html

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Twittando aparaibatem , dicas nutricionais confira.

Pão com ovo e arte, em homenagem a Marcelo Katsuki que me apresentou no filme V de Vingança.


Twittando aparaibatem nude, pink, yellow? Que dúvida cruel? Com que roupa eu vou? Fazer o que? Fashionista é assim kkkkkkkk

Mas fashionista sem tudo em cima é punk como diz minha filhota fashionista também. Então por isso vai aí, dicas nutricionais( o erro de concordância foi proposital )

  1. quando vc não toma o café da manhã, você reage mal aos alimentos muito calóricos comendo muito, por causa do hormônio grelina;
  2. diminua o tamanho do prato vc pode reduzir em 20% a ingestão calórica;
  3. nem sempre as saladas são pouco calóricas;
  4. cuidado com os drinks calóricos!
  5. comer proteína no café da manhã, ovos,queijos, presunto magro pode reduzir a produção de #grelina que aumenta a fome e vc come mais almoço;
  6. proteína magra tem maior poder de saciedade e vc demora mais a sentir fome;
  7. o cálcio presente nos latícinios formam um complexo com a gordura e desta forma as gorduras não são absorvidas;
  8. dieta rica em laticínios magros( ricas em cálcio) aumentam a excreção de gorduras;
  9. #cálcio ajuda a eliminar as gorduras dietéticas;
  10. quando vc faz #exercíciosfisícos, vc continua queimando gordura por até 24horas.Isso é ótimo! Concordam?
  11. twitter #nutricional em plena sexta-feira? A boa é que caminhei 1hora hoje de manhã na praia vou continuar queimando caloriasssssssssss
Linda Susan 13/11/09

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Produtos orgânicos terão selo federal




O selo poderá fornecer melhor qualidade, porque nem sempre o orgânico é verdadeira. E ainda os orgânicos também precisam ser inspecionados sob o ponto de vista sanitário, para garantir segurança aos consumidores e aos produtores.

Mercado Central de João Pessoa/PB, área de comercialização de frutas e verduras.

Produtos orgânicos terão selo federal

Os produtos certificados pelo Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica (SISOrg) serão identificados com um selo, que será impresso nas embalagens doricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).


Prefira orgânicos - Os interessados em informações sobre produtos orgânicos podem acessar a página “Orgânicos - Entre para o mundo da vida saudável, prefira alimentos orgânicos”, no endereço www.prefiraorganicos.com.br.

Lançado no último dia 28 de outubro, o endereço eletrônico registrou mais de dois mil acessos em 10 dias. Os internautas brasileiros representaram 80% das entradas, com 1.675 visitas, principalmente de Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. O site também despertou interesse de franceses, americanos, portugueses, alemães e italianos.

Entre os assuntos mais procurados estão: o que são alimentos orgânicos, indicações de locais para adquirir produtos e a biblioteca multimídia.

A iniciativa faz parte da campanha sobre os benefícios do consumo de alimentos orgânicos promovida pelo Mapa. Assinada cooperação para melhorar eficiência pública

Tornar a máquina pública mais eficiente e mais capaz para atender a sociedade é um dos grandes desafios do País. Com objetivo de melhorar a gestão pública, o governo federal firmou uma cooperação com o Movimento Brasil Competitivo (MBC), entidade que visa a melhoria da qualidade e produtividade das organizações públicas. A parceria será para a realização de ações previstas na Agenda Nacional de Gestão Pública, que é um conjunto de propostas de melhoria elaborado pela Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE), MBC, Ministério do Planejamento e Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Administração (Consad).

O termo de cooperação foi assinado na terça-feira (10) pelo ministro da SAE, Samuel Pinheiro Guimarães, que mencionou algumas das ações a serem desenvolvidas: revisão das regras e normas jurídicas que afetam a organização do Estado brasileiro, como o Decreto-Lei 200 e a Lei de Licitações 8666; e a criação de novos métodos de avaliação dos funcionários públicos baseados em mérito e profissionalismo.


Linda Susan 11/11/09

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Conceito de gastronomia sustentável inspira casas em São Paulo

Salada do Chef Walter Ullysses

Conceito de gastronomia sustentável inspira casas em São Paulo

De 16 de outubro a 15 de novembro de 2009, o bairro paulistano da Vila Madalena recebe o primeiro “Vila Integral – Uma experiência gastronômica sustentável”. Idealizado pela ONG Banco de Alimentos, em parceria com a Associação de Gastronomia, Entretenimento, Arte e Cultura da Vila Madalena (AGEAC), o evento, que se inicia propositalmente no Dia Mundial da Alimentação, tem como objetivo combater a fome e o desperdício, além de propagar o conceito de aproveitar integralmente os alimentos, ou seja, as partes não convencionais de ingredientes, tais como cascas, talos, folhas e sementes, normalmente descartadas pela maioria das pessoas que cozinham.

Participam três restaurantes – Santa Gula, Santa Pizza e Tanger, e os bares Iemanjá, Bar do Santa, Quitandinha, Zeppelin, Botequim da Vila e Camará ? que incluem no cardápio petiscos, pratos principais e sucos. Do valor de cada item, 50% será destinado às ações sociais da organização não governamental, responsável por complementar as refeições de 22 mil pessoas carentes, todos os dias, com partes de, por exemplo, frutas, legumes e verduras que teriam o lixo como destino.

Segundo Luciana Chinaglia Quintão, presidente-executiva da ONG Banco de Alimentos, a ação Vila integral ?é uma aliança que se formou em defesa de princípios comuns como o combate à fome e ao desperdício. É uma ação prática sobre a melhor forma de consumir alimentos e também uma maneira de discutir e propor um modelo de consumo consciente?

A chef Ariela Doctors, do Restaurante Tanger é uma entusiasta da iniciativa. ?Quando recebi o convite para participar do projeto aceitei instantaneamente, afinal são poucas as pessoas que trabalham com o intuito de reduzir à fome no Brasil. Criei um prato e um suco que retratam este ideal, mas sem perder o toque marroquino?, explica a mestre cuca, que servirá o cordeiro com especiarias desfiados sobre purê de abóbora e crispies de casca de batatas. ?Além das cascas, o fato do cordeiro ser desfiado também é uma forma de reaproveitar o alimento uma vez que nossas peças seguem preceitos tradicionais marroquinos e vão à mesa inteiras. O que se dissolve e desfia é jogado fora?

Para a chef Daniele Chamecki, sócia das casas Santa Gula, Santa Pizza e Bar do Santa, a proposta do evento vem ao encontro da filosofia de seus estabelecimentos. ?Nós sempre tivemos uma preocupação com o desperdício. Quando as mesas e cadeiras dos restaurantes são compradas pelos clientes, já que tudo o que compõe a ambientação está à venda, procuramos alternativas ecológicas para a reposição, como a aquisição de outras de segunda mão ou de madeira reciclada? explica Daniela, que incluiu no cardápio, por exemplo, o frango ao pesto de talos de agrião, rúcula e manjericão, guarnecido com suflê de abobrinha, no Restaurante Santa Gula.

Cardápio das casas participantes:

Restaurante Santa Gula
Prato: frango ao pesto de talos de agrião, rúcula e manjericão, acompanha suflê de abobrinha. R$ 18
Bebida: Suco de casca de abacaxi. R$ 2
Rua Fidalga, 340 – Vila Madalena
Tel.: (11) 3812-7815
www.stagula.com.br

Restaurante Santa Pizza
Petisco: Lascas crocantes de pizzas feitas com casca de parmesão. R$ 6
Bebida: Suco verde com limão e gengibre. R$ 2
Rua Harmonia, 117, Vila Madalena
Tel.: (11) 3816-7848
www.santapizza.com.br

Bar do Santa
Petisco: Chips de tubérculos (casca de batata, mandioquinha, entre outras). R$ 8
Bebida: Suco de casca de maçã, com cravo e canela. R$ 2
Rua Fidalga, 330, Vila Madalena
Tel.: (11) 3819-0504 ou 3812-7815
www.bardosanta.com.br

Restaurante Tanger
Prato: Cordeiro desfiado com especiarias, sobre purê de abóbora e crispies de casca de batatas.
Bebida: Refresco de casca de abacaxi com hortelã e talos de agrião com limão
Suco e prato, por R$ 29
Rua Fradique Coutinho, 1664, Vila Madalena
Tel.: (11) 3037-7223
www.restaurantetanger.com.br

Botequim da Vila
Prato: Churrasco de Picanha c/ farofa de banana e talos de Agrião
Bebida: Suco de Casca de Abacaxi com hortelã
R. Fradique Coutinho, 1.346 ? Vila Madalena
(11) 3032-7771

Quitandinha
Escondidinho de Mandioca com talos gratinados
Suco de casca de Abacaxi com hortelã
Rua Fidalga, 242 ? Vila Madalena
Tel.: (11) 3817-5586


Iemanjá
Prato: Risoto de camarão com casca de limão siciliano na erva doce.
Bebidas: Sucos: de casca de abacaxi com hortelã ou de talos agrião com limão
Rua Mourato Coelho 1325 – Vila Madalena
Tel.: (11) 3032-688
www.bariemanja.com.br

Zeppellin
Prato: Sofiolle recheado com queijo e manjericão ao molho de talos e folhas de brócolis, parmesão ralado e gratinado;
Bebida: Suco de casca de abacaxi com hortelã
Rua Aspicuelta, 524 ? Vila Madalena
Tel.: (11) 3814-8763 e 3554-8794
www.zeppelinmadalena.com.br

Camará
Prato: escondidinho de mandioca com talos gratinados
Petisco: Bolinho de bacalhau com casca de batata
Suco de casca de abacaxi com hortelã

Rua Luiz Murat, 308 – Vila Madalena
Tel.: (11) 3816.6765
www.barcamara.com.br

ONG Banco de Alimentos (OBA)
É pioneira no conceito de colheita urbana no Brasil. Coleta doações de alimentos que seriam desperdiçados e distribui para mais de 50 instituições beneficentes cadastradas, complementando a refeição de 22 mil pessoas diariamente. Além disso, a ONG dissemina entre as comunidades carentes informações sobre como manipular, armazenar e aproveitar integralmente os alimentos ? evitando sobras e proporcionando maior valor nutricional.

O trabalho da OBA propõe uma atuação mais consciente, não restrita ao assistencialismo. Ministra oficinas culinárias, executa censos antropométricos e organiza ações educativas como cursos, seminários em empresas, aulas e palestras em escolas. Todas essas iniciativas visam fomentar uma mudança cultural permanente de combate à fome e ao desperdício de alimentos.

www.bancodealimentos.org.br

Divulgação: Rogler Comunicação
Maria Carolina Contrasti

Fonte: http://www.comerbembarato.com/conceito-de-gastronomia-sustentavel-inspira-casas-em-sao-paulo.html

Linda Susan 15/10/09

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

UMAMI, o quinto sabor.

O sabor umami é considerado o quinto sabor, e está associado ao glutamato.


Alguns autores relatam que o sabor umami também está relacionado aos produtos regionais que tem um sabor característico.No Nordeste brasileiro, e em especial na Paraíba,podemos considerar como sabor umami, a manteiga da terra, o queijo de coalho,o caranguejo.
Segundo Ninomiya (2007),Kikunae Ikeda,professor e cientista japonês identificou um fator comum nos sabores complexos de aspargos,tomates,queijos e carnes, que era muito distinto e não podia ser classificado como os sabores conhecidos.Ele descobriu que o gosto era produzido pelo glutamato presente no konbu seco( algas marinhas desidratadas) e denominou-o de umami.A partir daí ele desenvolveu o glutamato monossódico, solúvel em água que tinha o sabor umami acentuado.( wwww.jpo.go.ip)


Receptor exclusivo para glutamato é descoberto na língua



A palatabilidade e aceitação de um determinado alimento depende de vários fatores, porém existem sabores básicos, mais aceitos. Nossa língua é forrada por receptores capazes de sentir sabores específicos. Agora um receptor foi encontrado especificamente para o glutamato. De acordo com Ana San Gabriel, existem outros receptores ativados quando o glutamato está presente na dieta, porém os mesmos não são específicos já que precisam estar em contato com nucleotídeos e outros aminoácidos para serem ativados.

O glutamato é um aminoácido não essencial, estável e de fácil dissolução. Na culinária é usado por alguns restaurantes para reduzir o tempo de cocção de alguns alimentos ou para ressaltar sabor e cor. O problema é que o uso do glutamato aumenta a perda de vitaminas e ainda pode ser perigoso contribuindo para o aumento da pressão em indivíduos hipertensos. Existem ainda controvérsias sobre a segurança do glutamato, porém de acordo com os mesmos pesquisadores responsáveis pelo artigo publicado noAmerican Journal of Clinical Nutrition, o sabor umami, do glutamato está presente desde a mais tenra idade, visto que é encontrado também no leite materno. Um bebê de 5kg que mama cerca de 800 ml de leite, ingere aproximadamente 0,16 g de glutamato ao dia. Dependendo do tipo de alimento consumido, a ingestão de adultos varia em torno de 10 gramas ao dia (100 a 150 mg/kg/dia). Já o consumo do condimento glutamato de sódio varia entre 0,4g/dia nos EUA, 0,6g na Inglaterra, 1,5g no Japão e 3g em Taiwan.

Referência

GABRIEL,A.S. et all. Metabotropic glutamate receptor type 1 in taste tissue. American Journal of Clinical Nutrition, 2009; 90 (3): 743S.

NINOMYIA,K. O Mundo Umami: o quinto gosto dos seres humanos.Cros Media Limited.London,2007.88 p.


Linda Susan 12/10/09

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Pão com ovo X cinema

A gastronomia é realmente encantadora! Twittando,linkei Marcelo Katsuki e para minha surpresa o ovo me parecia melhor com sabor de cinema...adoro filme! Já tinha assistido V de Vingaça, mas não notei o ovo, talvez estivesse encantada com a história e perdido a cena.Marcelo a trouxe de volta...obrigada.Fiz igualzinho a ele fui fazer,fiz a foto e degustei...me imaginando um personagem de filme, adoro Natalie Portman.O primeiro filme que assisti com ela , ela ainda era menina, mas já era uma grande atriz.
Voltando ao ovo delicioso! E ao filme quando reprisar vou assistir e desta vez vou prestar a devida atenção a famosa cena! O pão com ovo nunca mais vai ser o mesmo!

Este é o meu que acabei de fazer.Delícia!!!!!!!!!


Este é do Marcelo ( http://marcelokatsuki.folha.blog.uol.com.br )

E Marcelo no seu blog descreve...
É impressionante como os canais de tv reprisam os filmes, não? Noite dessas, tava revendo "V de Vingança" (de James McTeigue) quando vi o protagonista preparar egg in the basket para Evey, personagem de Natalie Portman. Apesar do horário avançado, as lombrigas ficaram descontroladas!

Corri pra cozinha e fui preparar um. Ah, que comidinha mais reconfortante! Fatia de pão torrada na manteiga com um ovo no buraco, super simples, mas com um toque de flor de sal na gema fica sensacional!

Ovo é rico em colina que é excelente para a memória!

Linda Susan 06/10/09

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Gastronomia Quilombola aplicada à Gastronomia Hospitalar

A gastronomia é uma ferramenta determinante na aceitação dos alimentos uma vez que tem como base, os usos, os costumes, as tradições de um povo, os quais estão diretamente associados aos modos de produção e distribuição dos alimentos, sejam eles agrícolas ou industriais.

O comportamento alimentar é multidimensional, pois inclui, além dos componentes físicos – os próprios alimentos e os órgãos dos sentidos responsáveis pela capacidade de percepção sensorial, uma ampla gama de disposições psíquicas e culturais que influenciam as práticas alimentares e a própria percepção dos alimentos. Ele abrange “procedimentos relacionados às práticas alimentares de grupos humanos (o que se come, quanto, como, quando, onde e com quem se come: a seleção de alimentos e os aspectos referentes ao preparo da comida) associados a atributos sócio-culturais, ou seja, aos aspectos subjetivos, individuais e coletivos relacionados ao comer e à comida, quais sejam: alimentos e preparações apropriadas para situações diversas, escolhas alimentares, combinação de alimentos, comida desejada e apreciada, valores atribuídos a alimentos e preparações e aquilo que pensamos que comemos ou que gostaríamos de ter comido. Assim, percebe-se a importância da alimentação na qualidade de vida das pessoas, como também a gastronomia como ferramenta no processo nutricional.

De acordo com a história, o hospital e o hotel apresentam pontos em comum quanto às suas origens, destacando-se dentre eles: profunda ligação com a Igreja e, também, forte vocação altruísta de acolher pessoas, marginalizadas pela sociedade, até então representadas nas figuras do doente, do pobre, do órfão e do peregrino.
Ao longo do tempo, cada qual assumiu características e finalidades distintas: o hospital se especializou na recepção e tratamento de doentes e o hotel, no acolhimento de viajantes.

O modelo de hotelaria hospitalar diz respeito ao fornecimento do bem-estar e do conforto por meio de mudanças físico-organizacionais das instituições, cujo foco está no atendimento de clientes pagantes, ajustando-se aos padrões de serviços segundo a economia de saúde.
A Hotelaria Hospitalar visa modificar o ambiente nos aspectos humanos, estruturais além de outros. Investir nessa filosofia apenas traz benefícios para a Instituição. A Hotelaria Hospitalar gerencia a hospedagem dos clientes da área de saúde. (COVAS, 2008.)

A evolução da gastronomia pode permitir que dietas hospitalares, conhecidas pela insipidez, participem da terapêutica, agregando prazer ao valor nutricional do alimento. Mesmo mediante restrições, quanto à consistência, composição e condições impostas pelo paciente, o conhecimento de técnicas dietéticas variadas pode possibilitar a substituição correta de ingredientes e a criação de novas preparações.". E, continuam ainda as autoras: "Os alimentos não induzem o homem à vontade de alimentar-se apenas por sua composição química, é necessário torná-los atraentes. (GINANI, 2002).

O nutricionista como ator desse cenário, não pode mais assistir passivamente às solicitações diversificadas, devendo, quebrar paradigmas profissionais, agir com ciência, saber e criatividade, para unir objetivos dietéticos, clínicos e sensoriais e aliá-los aos conceitos e inovações tecnológicas gastronômicas, otimizando desta forma a adesão ao tratamento nutricional.

Neste contexto a disciplina Nutrição e Gastronomia tem a proposta de capacitar os alunos na tomada de decisão adequada do uso da gastronomia hospitalar.

Alunas degustando a cocada na Kenga com sorvete delícia de abacaxi.
Diogo(aluno) entregando à prof. Linda Susan a cesta com a sobremesa.

Alunas do Curso de Nutrição degustando as iguarias que prepararam.

Alunos e professora na mesa de distribuição no Laboratório de Processamento de Alimentos da Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba

Cocada na Kenga( sobremesa produzida por associação de mulheres de Lucena/PB, é acondicionada na quenga do coco)

Galinha Quilombola ( rica em proteína,TCM,carboidratos,fibras,vitaminas e sais minerais)

Mis en place da Galinha Quilombola

Arroz da terra com cenoura( rico em beta caroteno e ferro)

Mis en place do arroz da terra com cenoura

Linda Susan 29/09/09

domingo, 27 de setembro de 2009

Suco para a memória????

Alunas da UNITI, atentas aos conhecimentos nutricionais.

INFORMATIVO

Nós que fazemos a Oficina de Memória AtivaMente estamos comunicando a todos os associados da ABRAz/PB nossa parceria. Os associados da ABRAz/PB terão um desconto de 15% nas mensalidades da Oficina de Memória AtivaMente.

Inscreva-se já, o portador de Alzheimer não tem tempo a perder e a reabilitação neuropsicológica faz parte do tratamento.

A melhor forma de manter o cérebro vivo é E X E R C I T Á - L O!

E o lugar para ser feliz é aqui e o tempo é agora!

Conheça mais sobre o nosso trabalho entre na nossa página na internet clique aqui http://oficinadememoria.blogspot.com

A coordenação da Oficina de Memória AtivaMente

Fone: (83)3042.1696


SUCO DA MEMÓRIA

Ingredientes:
1 laranja
1 maçã com casca
6 morangos

Modo de preparar:
Higienizar e sanitizar bem todas as frutas, picar e bater no liquidificador com um pouco de água e gelo.

Sugestão: pode-se acrescentar outras frutas com as mesmas propriedades como o kiwi e a uva.

Linda Susan 27/09/09

Mais uma razão para ser apaixonada por CAFÉ!!!

Vamos tomar um cafézinho?

Em João Pessoa temos excelentes locais para você tomar um café. Temos os Coffee Shops no shoppings Manaíra, Tambiá, Caiçara, etc...Nos vários restaurantes podemos degustar um café em boa companhia, as melhores opções: no Mediterrâneo com uma torta de maçã e canela enquanto isso bater um bom papo gastronômico com o Chef Ricardo; no Mangai acompanhado de uma tapioca molhada no leite de coco ou um pão de macaxeira com carne de sol na nata; no Empório Gourmet você pode pedir um macarron ou uma torta de limão. Mas, atenção para saborear um bom café não acrescente açúcar ou adoçante,isto vai impedir que você aprecie o melhor do café.
Enfim, como sou apaixonada por café, sempre há um bom motivo para tomar um cafézinho.Vamos?



By Iara Waitzberg Lewinski( www.nutritotal.com )


Como funciona a ação ergogênica da cafeína?

Diversos estudos experimentais comprovaram a ação ergogênica da cafeína em aumentar a tolerância ao exercício ou postergar a fadiga, visando à melhora da performance ou do desempenho físico.
Um agente ergogênico é qualquer mecanismo, efeito fisiológico, nutricional ou farmacológico capaz de melhorar a performance nas atividades físicas esportivas ou ocupacionais.
Os efeitos ergogênicos da cafeína ainda não estão completamente elucidados, mas os pesquisadores acreditam em alguns mecanismos principais, como a ação da substância no sistema nervoso central afetando a percepção subjetiva de esforço e/ou a propagação dos sinais neurais entre o cérebro e a junção neuromuscular, postergando a sensação de fadiga. Outro mecanismo, sobre o músculo esquelético, aumenta os níveis intracelulares de cálcio nos músculos e a eficiência da contração. A hipótese aceita para esse último mecanismo é de que a cafeína aja sobre o retículo sarcoplasmático, aumentando sua permeabilidade ao cálcio e tornando este mineral prontamente disponível para o processo de contração muscular.
Por isso, a cafeína é utilizada como estratégia em atletas tanto de esportes anaeróbios (alta intensidade e curta duração), como aeróbios (baixa ou média intensidade e alta duração).
A cafeína pertence a uma classe de compostos chamada xantina e é um potente estimulante. É encontrada em chás, cafés, cacau, guaraná, chocolate e refrigerantes. Seus principais efeitos fisiológicos no organismo humano (quando consumida em baixas dosagens – 2 mg/kg de peso corporal) são o efeito estimulante, diurético, diminuição da sonolência, aumento da taxa metabólica, estado de vigília e frequência cardíaca, relaxamento da musculatura lisa dos brônquios, do trato biliar, do trato gastrintestinal e de partes do sistema vascular.
Quando administrada via oral, a cafeína é absorvida de modo rápido e eficiente, com aproximadamente 100% de biodisponibilidade. A maioria dos estudos utiliza o intervalo de 60 minutos entre a ingestão de cafeína e o início do exercício físico, uma vez que este parece ser o tempo em que se observa a maior concentração da substância na corrente sanguínea após a ingestão.
Os estudos com resultados significativamente positivos, em que os atletas que ingeriram cafeína apresentaram maior tempo para a exaustão no exercício físico, foram obtidos com as mais diversas dosagens de cafeína. Desde baixas e moderadas (2,1 a 4,5 mg/kg de peso corporal) até doses supra fisiológicas (5,0 a 13,0 mg/kg de peso corporal). No entanto, os autores relatam não haver diferença significativa entre as dosagens maiores, pois os efeitos da administração de 3 ou 6 mg/Kg de peso corporal tiveram o mesmo efeito ergogênico.

Uma dose moderada de cafeína corresponde a cerca de 400 a 500 mg/dia, o equivalente a 4 xícaras de café.
A ingestão de cafeína em excesso pode causar irritabilidade, dores de cabeça, insônia, diarreia e palpitações do coração. A dose letal para uma pessoa adulta pesando 70 kg seria de aproximadamente 10 g.

Até o final de 2003, a cafeína era considerada doping pela Agência Mundial Antidoping (World Anti Doping Agency - WADA), mas a partir de 2004, foi retirada da lista de substâncias proibidas e incluída na lista de substâncias que seriam apenas monitoradas.

Bibliografia (s)

TRIANA, R. O. et al. Efeito da ingestão de cafeína sobre o limiar de esforço percebido (LEP). Motriz. 2008;14(3):300-9. Disponível em:http://cecemca.rc.unesp.br/ojs/index.php/motriz/article/viewFile/1441/1889. Acessado em: 17/09/2009.

CAMARGO, M.C.R, TOLEDO, M.C.F. Teor de cafeína em cafés brasileiros. Ciênc Tecnol Aliment. 1998;18(4):421-4. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-20611998000400012&lng=en&nrm=iso&tlng=pt. Acessado em: 17/09/2009.

BRENELLI, E.C.S. A extração de cafeína em bebidas estimulantes – uma nova abordagem para um experimento clássico em química orgânica. Quim Nova. 2003;26(1):136-8. Disponível em:http://www.scielo.br/pdf/qn/v26n1/14313.pdf. Acessado em: 17/09/2009.

ALTAMARI, L.R, CYRINO, E.S, ZUCAS, S.M, OKANO, A.H, BURINI, R.C. Cafeína: ergogênico nutricional no esporte. Rev Bras Ciên e Mov. 2001;9(3):57-64. Disponível em:
http://www.sncsalvador.com.br/artigos/cafeinaergogeniconutricionalnoesporte.pdf. Acessado em: 17/09/2009.

ALTAMARI, L.R, MORAES, A.C, TIRAPEGUI, J, MOREAU, R.L.M. Cafeína e performance em exercícios anaeróbios. Rev Bras Ciên Farmac. 2006;42(1):17-27. Disponível em:http://www.scielo.br/pdf/%0D/rbcf/v42n1/29856.pdf. Acessado em: 18/09/2009.

BRAGA, L.C, ALVES, M.P. A cafeína como recurso ergogênico nos exercícios de endurance. Rev Bras Ciên e Mov. 2000;8(3):33-7. Disponível em: http://www.mestradopga.ucb.br/mestradoef/RBCM/8/8%20-%203/completo/c_8_3_5.pdf. Acessado em: 22/09/2009.

ALTIMARI, L, MELO, J, TRINDADE, M, TIRAPEGUI, J, CYRINO, E. Efeito ergogênico da cafeína na performance em exercícios de média e longa duração. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto. 2005;5(1):87–101. Disponível em: http://www.scielo.oces.mctes.pt/pdf/rpcd/v5n1/v5n1a10.pdf. Acessado em: 22/09/2009.

Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC). Café e cafeína não possuem riscos em doses moderadas. Disponível em: http://www.abic.com.br/sabor_cafe.html#excesso. Acessado em: 22/09/2009.

Linda Susan 27/09/09

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Palestra em Lucena:Idoso, Nutrição e Longevidade"

Foto: http://www.treklens.com

Convite
ATT: Profª Ms Linda Susan de Almeida Araújo

Convidamos V.Sa para ministrar o Tema " Idoso, Nutrição e Longevidade", no próximo dia 30 às 09:00h, pois estaremos comemorando a 1ª Semana Municipal do Idoso, que acontecerá de 30 de setembro à 04 de outubro deste, considerando o sucesso de sua participação em outro evento em nosso MUnicípio.

Na certeza de sua participação, agradecemos antecipadamente.

Ana Virgínia Dias Monteiro
Coordenadora da Atenção Básica.

Dia Mundial do Coração, saiba como cuidar do seu.

Aqui na Prai do Bessa em João Pessoa/PB, é um bom lugar para cuidar do seu coração.

Segundo Damaso(2009),de acordo com a Organização Mundial da Saúde e a Organização Pan-americana da Saúde, ao menos 60% das mortes em todo o mundo poderiam ser evitadas ou adiadas se houvesse um consumo mínimo diário de cinco porções - ou 400 gramas – de legumes, folhas e frutas.

Uma dieta pobre em gordura saturada e rica em gordura mono e polinsaturada, ou seja com seleção das fontes de gorduras; rica em fibras proveniente das frutas,vegetais e cereais integrais, previnem e atuam como coadjuvantes no tratamento, das Doenças não Transmissíveis-DNTs a exemplo de, hipertensão arterial, cardiopatias, diabetes, dislipidemias e obesidade

A variedade de nutrientes é ofertada quando o planejamento alimentar oferece pratos que contenham pelo menos cinco cores, com equilíbrio dos macro nutrientes e fracionamento calórico em seis refeições. O cálculo da quantidade de calorias diárias necessárias diariamente deve se adequar ao gasto calórico com exercícios, à massa corporal atual e àquela que pretende atingir. Os exercícios devem ser adequados as variáveis e a satisfação individual.
A nutrição/gastronomia funcional deve ser a base do planejamento alimentar, visto que a nutrição funcional é uma das ações de prevenção, tratamento e manutenção da saúde.

O ácido graxo ômega 3, por exemplo, um tipo de gordura poliinsaturada, pode diminuir o risco de ataque cardíaco, proteger contra batimentos cardíacos irregulares e regular a pressão arterial. Uma das fontes naturais para este ácido graxo é o peixe, óleo de linhaça, óleo de noz, óleo de soja e óleo de canola.
Outra gordura que vem se apresentando como excelente fonte energética qualitativa é o Triglicerídeo de Cadeia Média-TCM, óleo extra virgem de coco.

Em pacientes hipertensos, a atenção com o sal deve ser redobrada, assim como os portadores de dislipidemias devem evitar o consumo de gorduras saturadas e trans, responsáveis pela gordura abdominal, que é fator para evolução do diabetes, insuficiência cardíaca, angina e dor no peito.

A equipe multidisciplinar deve, reforçar que o resultado positivo da associação de dieta, exercícios e controle do colesterol, da pressão alta e da obesidade são essenciais para diminuição dos riscos cardíacos. É de consenso geral que a atividade física associada ao planejamento alimentar, promove diversos benefícios à saúde como, por exemplo, redução dos níveis de insulina no sangue e de triglicéridios, aumento do HDL (lipoproteína de alta densidade, o bom colesterol), melhora na circulação sanguínea nas pernas, além de ser coadjuvante no tratamento da insuficiência cardíaca.
Dica gastronômica: Sopa de Brócolis é excelente como entrada ou opção para o jantar(http://spamarialinda.blogspot.com/search/label/Sopa%20de%20Brócolis:%20gastronomia)

Referência(s)
DAMASO,C. 27 de setembro é Dia Mundial do Coração.Disponível em: www.nutritotal.com.br. Acesso em: 26/09/09

World Heart Organization. World Heart Day. Disponível em www.who.int/mediacentre/events/annual/world_heart_day/en/index.html. Acessado em 24/09/2009.

Linda Susan 26/09/09

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Gastronomia para crianças: melhor forma de nutrir.Comemore com o Minhopão o dia das crianças.

O Minhopão para fazer as crianças felizes e saudáveis.

Letícia Araújo em ação.

Aluna do curso de Nutrição ensina receita especial para as crianças

Fonte:www.cienciasmedicas.com.br


O Dia das Crianças está chegando e o site da Ciências Médicas traz uma receita que vai abrir o apetite da garotada. Saudável, nutritivo e delicioso, o Minhopão é uma ótima opção para incrementar o lanche das crianças.

Quem ensina a receita é a aluna do 8º período do curso de Nutrição Letícia Araújo. O minhopão faz parte do trabalho de conclusão de curso da futura nutricionista. Cada porção contém cerca de 112 calorias e é ideal para as crianças em fase de crescimento.

Veja abaixo a receita do Minhopão.

Ingredientes

1 pão baguete
3 tomates grandes em rodelas
1 pé de alface
1 pacote de farinha de trigo
3 copos de leite (desnatado ou integral) tamanho requeijão
300g de queijo coalho ralado
1 pacote pequeno de azeitona
1 caixinha de palito de dente
1 cebola média ralada
3 colheres de sopa de margarina ou manteiga
sal à gosto

Modo de preparo:

Prepare o molho branco: Adicione três colheres de sopa de farinha de trigo em cada copo de leite. Misture bem. Leve o leite ao fogo e acrescente aos poucos o queijo coalho, a cebola ralada, o sal e a manteiga. Mexa até dar o ponto do molho, que ficará como um creme espesso. Reserve.

Recheio do pão: Abra o pão ao meio e passe o molho branco (depois de frio) em todo o comprimento da baguete. Acrescente as tomates em rodelas e o alface. O gosto do queijo irá se sobrepor ao da cebola, por isso, as crianças não vão reclamar do sabor.

Finalização: Sirva o minhopão numa bandeja. Para decorar, coloque o restante do molho branco dos dois lados do pão, acrescente as folhas de alface embaixo do pão para parecer uma grama e algumas fatias de tomate sobre a alface. Use também as azeitonas nos palitos de dente e decore o pão.

Linda Susan 23/09/09

Assista a programação do CMHOJE na TV Tambaú e Tv Arapuan

domingo, 20 de setembro de 2009

GASTRONOMIA QUILOMBOLA/GASTRONOMIA HOSPITALAR

Prato adaptado e testado, By Linda Susan.

Galinha do Quilombo/Gastronomia Hospitalar

Ingredientes
1 peito frango em pedaços ou coxas de frango.
Raspas de 1 limão
2 pimentas de cheiro
2 cebolas cortadas
2 xicara leite de coco
3 dentes de alho picados
200g macaxeira
2 bananas em rodelas
Cheiro verde picado e alecrim à gosto
Óleo de coco virgem

Modo de Preparo
1- Temperar o frango com alho, cebola, pimenta e as raspas de limão
2 - Separar a galinha da marinada e saltear o frango com um pouco de óleo de coco
3 - Misturar o caldo da marinada, acrescentar a macaxeira em pedaços e deixar cozinhar até que esteja macio. Depois colocar as bananas.
4 - No final acrescentar o cheiro verde, o alecrim e o leite de coco e o restante do óleo de coco.By Chef Guga Rocha

Segundo Córbalan ( 2009), por definição um quilombo é uma comunidade organizada e auto-sustentável. Estes núcleos eclodiram em todas as regiões do Brasil, mas durante o século XVII, onde é hoje o estado de Alagoas, foi o Quilombo dos Palmares que deu fama a estes refúgios.
Os quilombos geralmente eram formados por escravos negros e mestiços que escapavam de seus senhores, além de uma minoria de homens brancos e indígenas. Eram sociedades que viviam da subsistência e pequenos comércios.
Obviamente o que se fazia nas cozinhas quilombolas eram receitas enraizadas na brasilidade em sua essência mais bruta, e ao mesmo tempo ainda em desenvolvimento. A interação entre as diferentes culturas culinárias nessa época borbulhou os sabores do Brasil colonial, influência de muito do que vemos hoje na regionalidade gastronômica brasileira.
Chef Guga Rocha e os quilombolas em Alagoas( foto Wanderson Medeiros)

Apesar da importância histórica dos registros culinários dos Quilombos, não existe nenhuma obra concluída sobre o tema. Recentemente o chef Guga Rocha decidiu conhecer alguns dos quilombos que ainda existem no estado de Alagoas. Guga, que é alagoano mas mora em São Paulo, foi em busca das receitas tradicionais locais e descobriu a miscigenação brasileira nos sabores quilombolas.O chef juntou seu trabalho ao da historiadora Leda Almeida, diretora do museu de folclore de Alagoas, e o fruto desta união será um livro sobre a história e as receitas da culinária dos Quilombos. “Podemos mostrar ingredientes, pratos e técnicas típica.os dos quilombos. (...) Mas acima de tudo temos a obrigação de redescobrir essa cultura, única e nossa, que faz parte do ser brasileiro.”, explica Guga Rocha.
O livro terá todas as receitas que o chef conseguiu garimpar em suas idas à comunidades quilombolas. A previsão é que a obra seja lançada no final deste ano. Veja abaixo a receita de Galinha do Quilombo, que Guga Rocha trouxe de suas viagens.( www.gastrocomicacao.com.br)

A Gastronomia hospitalar

A gastronomia é de fato, o prazer, o saber, o sabor, o fazer e o saber fazer, mas, principalmente é relacional. E em tempos de geoweb esta relação, nos permite compartilhar conhecimentos em tempo real/virtual.

Quando recebi de Juan Córbalan o relato acima, pensei que maravilha! Há alguns dias postei sobre um blogueiro hospitalizado (http://spamarialinda.blogspot.com/search/label/hospital%20bed) e providencialmente a web me fornece um post que relata uma experiência gastronômica/antropológica do Chef Guga Rocha, usando óleo de côco extra virgem, o qual estou pesquisando o uso na gastronomia hospitalar...perfeito! Fiz só uma adequação mais viável, usando o frango na preparação.E posso afirmar, uma delícia!

De acordo com Gomes et all ( 2008), o óleo de coco extra virgem/Triglicerídeo de Cadeia Média/TCM, é absorvido sem ser convertido em quílomicrons ( forma de absorção das gorduras) e é levado diretamente para o fígado. O TCM, aumenta a concentração de ácido láurico e melhora o sistema imunológico.Acredita-se que tenha potencial ergogênico ( aumenta o metabolismo/gasto calórico). Pode ser adicionado a bebidas energéticas e usado na culinária na finalização dos pratos e nunca a altas temperaturas, sempre usar a temperatura menor que 150 graus Celsius.

Nas hepatopatias é uma excelente opção. Administrar 15ml de TCM, quatro vezes ao dia, totalizando 460 Kcal/dia nas preparações culinárias que usualmente usa-se azeite e também nos sucos.
O Valor Energético Total/VET para os hepatopatas é de, 25kcal/dia, distribuído em: proteína de 0,7 a 1,1Kcal/dia; carboidrato 67 a 80% do VET, de forma constante e bem fracionado; lipídeos 25 a 30% do VET com seleção; diminuir o aporte de liquídos e de sódio; fazer suplementação de vitaminas e oligoelementos principalmente B12 e ácido fólico. Utilizar soja texturizada e sucos de soja,tomate e chá verde.Não utilizar queijos amarelos,requeijão,leite e derivados integrais,bebidas alcoólicas,pão fresco,bolo,doces e outros alimentos gordurosos.

Referência

GOMES, A. R. et all. Suplementação de Triglicerídeos de Cadeia Média em Endurance.Revista Brasileira de Nutrição Esportiva- Versão Eletrônica.Disponível em: www.ibpefex.com.br.Acesso em: 19/05/08


Linda Susan 20/09/09

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

O bingo on-line de comida de hospital: HOSPITAL BED.

Britânicos criam 'bingo on-line' para satirizar comida de hospital
Em blog, paciente critica e tira fotos das refeições servidas.

Foto exibe imagem de prato servido em hospital. Leitores devem adivinhar que tipo de comida é aquela. (Foto: Reprodução )

Britânicos criam 'bingo on-line' para satirizar comida de hospital
Em blog, paciente critica e tira fotos das refeições servidas.


Um jornalista entediado, internado em um hospital britânico, criou um blog em dezembro de 2008 para contar sua rotina no local. Com o tempo, o site virou basicamente um espaço de reclamação sobre a comida servida para os pacientes e, com isso, surgiu uma brincadeira: o bingo on-line de comida de hospital.

Identificado apenas como Traction Man, o dono do blog Notes from a hospital bed (notas de uma cama de hospital) divulgou em sua página reclamações sobre o gosto e a aparência dos pratos, além de fotos do que lhe é servido. Com base nisso, um amigo fotógrafo criou o bingo on-line, cheio dessas imagens feitas no próprio hospital.

Na cartela “bingo de comida de hospital” divulgada em 5 de setembro, o criador da brincadeira escreveu: “um grande amigo está no hospital e criou um blog. Ele começou a tirar fotos de seus pratos e pensei que poderia criar um bingo legal para ele. Se completar uma linha em qualquer direção, ele ganha um banho na cama”.

Ainda no clima, o jornalista identificado como Traction Man fez um post nesta quarta-feira com a imagem de um prato servido no hospital. “Você consegue adivinhar o que é?”, questionou o paciente, que jura não ter comido a refeição.

A publicação “Daily Mail” afirma que o blog é cheio desses desafios baseados em imagens, mas atualmente há poucas fotos disponíveis na página – é possível que elas tenham sido removidas, depois que o site ganhou atenção em todo o mundo.

Fonte: G1

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Entrevista ao jornal Tambaú Notícias/ Semana do Peixe




Laene entrevistando Anísio Maia para o Tambaú Notícias

Na alimentação saudável recomenda-se incluir a maior quantidade de peixes possível, e destes, é essencial que se coma um peixe ao menos uma vez por semana e em média 180g/semana. Os peixes como salmão, a truta, o arenque, a sardinha e o atum, são ricos em ômega 3, que favorece aà saúde cardiovascular,sendo que alguns destes podem ser encontrados tanto frescos como defumados. Apesar do processo de defumação não diminuir o valor nutricional do peixe, é melhor que estes sejam consumidos com moderação devido ao alto conteúdo de sal.

Os peixes apresentam um alto valor proteico e um baixo teor de gorduras saturadas. A proteína é essencial para fortalecer o corpo, além de ajudar na reconstituição dos tecidos do organismo.São ricos em vitaminas e sais minerais ( cálcio,fósforo,magnésio) e de baixa calorias.

Os peixes salgados não devem ser dessalgados em água quente e sim em água gelada ou com adição de gelo( no minímo tres vezes)

Observar os olhos, as guelrras e a textura da carne quando for comprar e também o prazo validade dos peixes nas embalagens.

Preferir os processos de cocção( cozimento): assado, cozido ou de forno.Evitar as frituras.



A degustação dos pratos com tilápia


Torta e Omelete para degustação com filé de tilápia


Qualidade,variedades e preços atrativos.

Linda Susan participando da Campanha Nacional ao incentivo do consumo de Peixe


Adorei a frase da campanha" TODO PESCADO O BRASIL TEM,COMA PESCADO, QUE PESCADO FAZ BEM"

A entrevista ao Tambaú Notícias versou acerca da qualidade nutricional do peixe. Confira no Tambaú Notícias de hoje à noite e de amanhã à tarde.

Linda Susan 10/09/09

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Manteiga da terra ou de garrafa,sabor umami da minha Paraíba.

Fonte: http://diariodonordeste.globo.com/
MANTEIGA DA TERRA

Manteiga da terra tem cheiro e gosto de infância.Do sítio do meu avó em Pombal, da cozinha de minha mãe em Patos,da tapioca dos lanches vespertinos, do pão quentinho que absorvia a manteiga e quando mordido a manteiga escorria pelo canto da boca e eu me lambuzava toda,doce prazer!
Cheiro de mãe, de folguedos infantis,de terra molhada,de mesa farta,de família reunida.Lembranças felizes!
Hoje não me lambuzo mais, mas, o prazer permanece! Faço pratos com feijão, arroz,cuscuz,carne de sol e de charque,macaxeira,inhame,batata doce, jerimum,goma...são tantos ingredientes da minha Paraíba, e a eles acrescento este sabor peculiar da manteiga da terra e como dizem os japoneses, sabor umami.

A manteiga de garrafa é um tipo de manteiga regional produzida no nordeste do Brasil que, dependendo da região específica de produção, recebe outras denominações tais como manteiga de gado, manteiga da terra ou manteiga de cozinha. É um produto bastante apreciado por boa parte da população, cuja comercialização é feita através de feiras livres, mercados populares, supermercados, restaurantes típicos e pequenos pontos comerciais de comidas regionais.

O processo de fabricação dessa manteiga é artesanal, sem controle das etapas do processamento, inclusive do tempo e da temperatura utilizada para adequada fusão do produto, o que explica a falta de uniformidade do mesmo.
A literatura referente a produtos artesanais e regionais, e em especial a manteiga de garrafa é bastante escassa, gerando uma série de questionamentos acerca do processamento e qualidade da mesma.

Além dos aspectos supracitados, os trabalhos realizados com lipídios têm dado ênfase à determinação dos ácidos graxos trans.O consumo destes ácidos graxos na dieta é na atualidade motivo de polêmica no que diz respeito às possíveis implicações na saúde humana, pois diminuem o nível do colesterol-HDL e elevam o do LDL, que são parâmetros bioquímicos considerados na avaliação da aterogenicidade da dieta, ou seja a formação de ateromas nas artérias e que são causadores dos problemas cardiovasculares. Considerando que a manteiga de garrafa é fabricada através de processo que emprega altas temperaturas, as quais favorecem a formação dos ácidos graxos trans.

Os estudos desenvolvidos por Ambrósio ET all ( 2001), constatou que a quantidade de ácidos trans é pouco significativa na manteiga da terra e similar ao encontrado na manteiga comum.
A inexistência de parâmetros de qualidade, que dificulta o controle do produto e possibilita fraudes na sua elaboração, fundamenta a necessidade de estabelecê-los com vistas a subsidiar a elaboração de padrões de identidade e qualidade para esse tipo de manteiga.

No entanto, como consumidora e nordestina o estabelecimento de parâmetros técnicos pode interferir neste sabor umami característicos da produção artesanal.

O fluxograma de fabricação, segundo Ambrósio et al ( 2001) é descrito abaixo:

FLUXOGRAMA DE PRODUÇÃO-COLETA DO LEITE-DESNATE-CONGELAMENTO DO CREME-BATIMENTO DO CREME-SALGA DA MANTEIGA-FUSÃO DA MANTEIGA-DECANTAÇÃO-FILTRAÇÃO DO SOBRENADANTE-ENGARRAFAMENTO-DISTRIBUIÇÃO.

Referência
AMBRÓSIO C.L.C, Nonete Barbosa GUERRA,N.B. Jorge MANCINI FILHO, J. Características De Identidade, Qualidade E Estabilidade Da Manteiga De Garrafa. Parte I  Características De Identidade E Qualidade Ciênc. Tecnol. Aliment. vol.21 no.3 Campinas Sept./Dec. 2001.

Abaixo uma receita simplificada para produção doméstica.

Preparo popular e simplificado
Ferva o leite "ïn natura"
Retire a nata do leite e vá juntando em uma vasilha e guardando na geladeira
Quanto tiver aproximadamente 500 gramas de nata, coloque em uma vasilha de vidro ou plástico e bata com uma colher de pau até formar um creme
A partir daí começa a soltar o soro, que você vai retirar
Para retirar o restante do soro existente, você coloca água no vasilhame onde está o creme e vai retirando o soro até ficar somente o creme (isto acontece quando a água sair bem limpa)
Agora, você leva ao fogo baixo até derreter e se transformar num líquido amarelo e transparente
Coar e botar em vasilhame, de preferência vidro

Dicas:
A borra que fica na peneira é uma delícia para fazer farofa que acompanhará a carne de sol
Você pode usar na carne de sol, no feijão verde, na macaxeira, para fritar ovos e no pão nosso de cada dia. ( portal caruaru )

Linda Susan de Almeida Araújo 19/08/09

domingo, 6 de setembro de 2009

A Semana do Peixe



A semana de incentivo ao consumo de peixe lançada pela SEAP, Semana do Peixe vai de 01 a 15/09.

Em consonância vou compartilhar duas receitas com os blogueiros e blogados. Spaguetti à La Linda e a Peixada da Linda.Significativo não?

Acessem:http://aparaibatem.blogspot.com/2009/04/peixada-da-linda.html para ver A Peixada da Linda; www.gulla.com.br/receitas/59/spaguetti-a-la-linda - para ver e fazer o Spaguetti à La Linda.

Bom apetite e saúde.

Linda Susan 06/09/09

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Relação entre Açaí e níveis plasmáticos de colesterol.

Fonte: http://www.acairoots.com

By Iara Waitzberg Lewinski


Qual o efeito do açaí sobre os níveis de colesterol plasmáticos?

Os compostos fenólicos, ou polifenóis, presentes no açaí, são os grandes responsáveis por sua atividade antioxidante. Essa ação retarda a veloci dade da oxidação por meio de um ou mais mecanismos, tais como inibição de radicais livres e complexação de metais. Estas substâncias antioxidantes atuam na prevenção da aterosclerose reduzindo a oxidação do LDL-colesterol (lipoproteína de baixa densidade), que se acumularia no interior de macrófagos da parede vascular, formando as placas ateroscleróticas.
A fruta também possui alto teor de lipídios, o que lhe confere alto valor energético. São 12% de ácidos graxos ômega-6 (ácido linoléico) e 60% de ácidos graxos ômega-9 (ácido oléico). O ômega-6 é um ácido graxo poliinsaturado essencial que ajuda a diminuir os níveis de LDL-colesterol. Já o ômega-9 é um ácido graxo monoinsaturado essencial, que também atua na diminuição do colesterol-LDL e ainda regula os níveis do colesterol-HDL (lipoproteína de alta densidade).
O açaí é uma fruta tropical rica em compostos bioativos como carotenóides, antocianinas e compostos fenólicos. Os carotenóides, como o beta-caroteno e o licopeno, são pigmentos naturais com algumas propriedades como atividades antioxidante, anticancerígena e pró-vitamina A. As antocianinas também são pigmentos de ocorrência natural, responsáveis pela coloração azul, vermelha, violeta e púrpura de muitas espécies de frutas e vegetais. Pertencem à classe dos flavonóides e possuem ação hipolipidêmicas, antiplaquetária, antitrombótica e antioxidante.
Esta fruta possui aproximadamente 0,2 a 3,8 mg/100 g de carotenóides totais, 14,0 a 54,0 mg/100 g de antocianinas e 183,0 a 600 mg/100 g de compostos fenólicos. Os valores são bastantes diferentes devido à procedência da fruta.
O açaí encontra-se entre as frutas com maior capacidade antioxidante. Em ordem decrescente estão acerola, manga, morango, uva, açaí, goiaba, amora, graviola, maracujá, cupuaçu e abacaxi.
Além destes benefícios, o açaí é rico em proteínas, fibras, vitaminas e minerais e mantém suas propriedades mesmo sob a forma de polpa congelada.
Pergunta enviada pela leitora Naide Naira Pinheiro da Silva.

Bibliografia (s)

Ferrari CKB, Torres EAFS. Perspectivas da pesquisa em biologia molecular aplicada à nutrição. INCI. 2002;27(11):592-8. Disponível em: http://www.scielo.org.ve/scielo.php?pid=S0378-18442002001100003&script=sci_arttext&tlng=pt. Acessado em: 31/08/2009.

Kuskoski EM, Asuero AG, Morales MT, Fett R. Frutos tropicais silvestres e polpas de frutas congeladas: atividade antioxidante, polifenóis e antocianinas. Cienc Rural. 2006;36(4):1283-7. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782006000400037&lng=en&nrm=iso&tlng=pt. Acessado em: 01/09/2009.

Almeida JMD, Santos RJ, Genovese MI, Lajolo FM. Avaliação da atividade antioxidante utilizando sistema beta-caroteno/ácido linoléico e método de sequestro de radicais DPPH. Ciênc Tecnol Aliment. 2006 26(2):446-452. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cta/v26n2/30196.pdf. Acessado em: 01/09/2009.

Schauss AG, et al. Phytochemical and Nutrient Composition of the Freeze-Dried
Amazonian Palm Berry, Euterpe oleraceae Mart. (Açai). J Agric Food Chem. 2006;54(22):8598-603. Disponível em: http://ddr.nal.usda.gov/bitstream/10113/590/1/IND43851796.pdf. Acessado em: 01/09/2009.

Santos GM, Maia GA, Souza PHM, Costa JMC, Figueiredo RW, Prado GM. Correlação entre atividade antioxidante e compostos bioativos de polpas comerciais de açaí (Euterpe oleracea Mart). Archivos Latinoamericanos de Nutrición. 2008;58(2):187-92. Disponível em: http://www.scielo.org.ve/pdf/alan/v58n2/art11.pdf. Acessado em: 01/09/2009.

Oliveira TT, Pereira WL, Nagem TJ, Pinto AS, Santos CA. Efeito regulatório de flavonóides e de carmim nos níveis de lipídeos em ratos Wistar. Arq Bras Med Vet Zootec. 2002;54(1):24-8. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-09352002000100004&script=sci_arttext&tlng=in. Acessado em: 01/09/2009.

Costa TSA, Abreu LN, Rossetti AG. Efeito do congelamento e do tempo de estocagem da polpa de acerola sobre o teor de carotenóides. Rev Bras Frutic. 2003;25(1):56-8. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbf/v25n1/a17v25n1.pdf. Acessado em: 01/09/2009.


Linda Susan 04/08/09

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

PRAZER X PODER; VIDA X MORTE; você é quem decide!

O evento Cine Gourmet/Nutri em comemoração ao dia do Nutricionista, exibiu o premiado filme nacional ESTÔMAGO no auditório da Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba para uma platéia de mais de duzentas pessoas, entre ilustres convidados, professores, alunos e funcionários.A mesa redonda com o tema: NUTRIÇÃO/ARTE/GASTRONOMIA, composta por jornalistas ( Rogério Almeida e Fabíola Bessa) e nutricionistas(Suzana Brindeiro e Linda Susan )associou a tragicomédia às questões nutricionais e gastronômicas relacionando-as às questões socioeconômicas, ao mesmo tempo que discutiu a necessidade da quebra de paradigmas com relação a cozinha pelos nutricionistas.

O filme é brilhante e tem um final surpreendente que eu sintetizo em um pensamento: PRAZER X PODER; VIDA X MORTE; você é quem decide!


Equipe do cerimonial

Mesa redonda, pós-apresentação do filme Estômago.Suzana Brindeiro,Rogério Almeida,Linda Susan e Fabíola Bessa.

Plenária atenta/Dia do Nutricionista/Cine Gourmet/Nutri

Mesa de abertura do Cine Gourmet/Nutri, Dácia,Luciana,Amélia,José Luiz,Linda Susan

Maria Anunciada, Ernestina,Linda Susan e Lúcia Barros.

domingo, 30 de agosto de 2009

DIA DO NUTRICIONISTA: Homenagem Especial.



Amélia Rivera. Visitando o Laboratório de Alimentos e degustando as iguarias preparadas por seus alunos.

Amélia Rivera.Preparando sua equipe.

No dia do nutricionista em meu nome e em nome de todos que compõem a Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba, homenageamos todas as nutricionistas na pessoa de Amélia Amado Rivera a Coordenadora do Curso de Nutrição desta instituição.

Maria Amelia Amado Rivera, graduada em Nutrição pela Universidade Federal de Pernambuco (1960), mestrado em Alimentation Et Nutrition - Universite de Bourgogne (1981) e doutorado em Nutrition Et Alimentacion - Universite de Bourgogne (1983). Pós-doutorado em Nutrição no CREDOC - Paris França (1991). Professora do Programa de Pós-graduação em Ciências da Nutrição CCS/UFPB. Atualmente é professor titular e Coordenadora do Curso de Graduação em Nutrição da Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba . Tem experiência na área de Nutrição, com ênfase em Análise Nutricional de População, atuando principalmente nos seguintes temas: estado nutricional, desnutrição,crianças, pré-escolares e escolares João Pessoa Paraíba ( fonte: plataforma lattes).

Amélia, imortalizada pelo poeta “ como mulher de verdade” ,demonstra ser realmente uma mulher de verdade. Não a que o poeta descreve, mas, a que faz a diferença e que colabora para que outras mulheres também o façam.Fui sua aluna, hoje somos colegas, mas nossa relação sempre foi pautada por respeito e admiração mútua. Divergimos, às vezes com muito ardor...é compreensível entre mestre e aprendiz, mas, sempre encontramos juntas a melhor solução que nos ajude a crescer como pessoas e como profissionais.Desta forma sabemos que colaboramos para semear mudanças significativas no mundo, através das nossa ações diretas e indiretas, principalmente através das ações dos alunos que formamos.Profissionais que semearão as mudanças quali-quantitavas no mundo.
Obrigada Amélia!Deus a abençoe e dê sempre sabedoria e discernimento em todas as suas ações e deliberações.

Linda Susan de Almeida Araújo.

sábado, 29 de agosto de 2009

Thereza Madalena entrevista no dia do nutricionista Linda Susan.

Linda Susan

A profª e nutricionista Linda Susan concede entrevista no programa de Thereza Madalena/TvMaster,canal 27/Net às 15horas do dia 31/08.Confiram.

Linda Susan 29/08/09

Dicas Gourmet - Notícias Ciências Médicas comemora Dia do Nutricionista/Gourmetidos

Turma do ZUADA os melhores comunicólogos da Paraíba.Humberto Killer é um dele
Humberto Killer,comunicólogo e crítico de cinema

Rogério Almeida, jornalista especializado em Turismo e Gastronomia e Linda Susan

A nutricionista e empresária Suzana Brindeiro(à direita) da Maison Du Chef e sua irmã.

Ana Márcia/Gourmetidos e Linda Susan

Dicas Gourmet - Notícias
Ciências Médicas comemora Dia do Nutricionista
Por: Ana Márcia

O Dia do Nutricionista é comemorado em 31 de agosto. Para homenagear esse profissional que exerce um papel fundamental na vida em sociedade, pois cuida saúde através do equilíbrio da nossa alimentação, o curso de Nutrição da Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba estará promovendo uma série de atividades em comemoração à data. Às 7h30 da segunda-feira, 31 de agosto, será realizada uma missa na capela da Sagrada Família, localizada no Campus I.

Após a missa será realizado o Cine Gourmet/Nutri. Durante o evento será exibido o filme Estômago, em seguida haverá uma mesa-redonda para discutir as questões nutricionais e alimentares apontadas no filme. Os participantes serão: o Prof. Ms. Rogério Almeida, jornalista especializado em turismo e gastronomia; o crítico de cinema e comunicólogo Humberto Killer e a nutricionista Suzana Brindeiro, da loja Maison du Chef.

Promover e recuperar a saúde, além de prevenir doenças são algumas das principais funções de um nutricionista. O nutricionista trabalha com prevenção de doenças ao orientar a alimentação saudável das pessoas, com o objetivo de promover saúde e bem-estar.
Após a mesa-redonda será realizada uma oficina experimental do jerimum, com degustação e um coquetel de encerramento.

Linda Susan 29/08/09

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Enxaqueca? Você pode combatê-la. Procure um Nutricionista.

Nutricionista em ação.

Enxaqueca? Você pode combatê-la. Procure um Nutricionista.

Alexandre Feldman,no seu livro A Dor de Cabeça Morre pela Boca (ed. A Girafa), afirma que quem se alimenta mal tem um desequilíbrio químico no organismo. “Depois de um tempo, os remédios param de fazer efeito. É preciso agir na causa do problema, modificando hábitos”, recomenda. Além de balancear a dieta, ele aconselha os pacientes a parar de fumar, beber pouco café e reduzir carboidratos e doces.

Segundo Vicenti(2009), enxaqueca é a dilatação dos vasos sanguíneos sensíveis na cabeça.Se os primeiros vasos se contraem pode haver mudanças na visão ( aura ) e a dor de cabeça é a enxaqueca clássica.A dor começa quando os vasos se dilatam sendo tipicamente pulsátil, frequentemente de um lado só da cabeça.Pode ser associada a náuseas, vômitos e sensibilidade a luz e som. A dor pode ser tão severa que incapacita o indivíduo,forçando-o a deitar-se em um quarto escuro e sem som, até que a dor desapareça. Alimentos, seus constituintes ou ingredientes que os compõem podem provocar enxaqueca, afirma Vincenti. As aminas vasoativas, tiamina feniletilalamina,nitritos,lactose,cafeína,cobre e glutamato monossódico.


Os alimentos benéficos são:

Carne bovina, a gordura de bois criados com capim é rica em ômega-3, benéfico ao coração e a todas as células do nosso corpo. Ela é essencial para manter o estresse bem longe.

Iogurte integral, leites fermentados ou kefir.O kefir é um grão muito rico em microrganismos vivos, como os lactobacilos. Ele precisa ser cultivado em leite ou água. Não é vendido em supermercados, mas você pode obtê-lo com outros cultivadores, de graça, na internet: http://br.groups.yahoo.com/group/fazendo_kefir/

Azeite de oliva extravirgem, óleo de pequi ou azeite de dendê, esses óleos combatem inflamações. Porém, não os aqueça a altas temperaturas e não os consuma em excesso.

Frutas, verduras e legumes, são ricos em minerais, vitaminas e fibras, ingredientes essenciais ao equilíbrio hormonal e químico do corpo. Na medida do possível, escolha os orgânicos, produzidos sem agrotóxicos.

Pimentas, a capisaicina, a substância responsável pelo ardor das pimentas, é capaz de liberar endorfinas, que são analgésicos naturais do organismo. Esse processo químico causa uma sensação de bem-estar no cérebro.

Peixes,são fonte de ômega-3. Prefira atum, sardinha, cação e arenque. Evite salmão, porque a maioria é criada em cativeiro e recebe antibióticos. Isso o torna nocivo à saúde.

Desencadeadores da enxaqueca

Panelas de alumínio, O alumínio é um material neurotóxico. Ou seja, ele possui um efeito negativo sobre o cérebro e o sistema nervoso. Na hora de cozinhar, essa substância escapa para os alimentos. O mesmo acontece quando armazenamos a comida em papel-alumínio.

Panelas esmaltadas,fique atenta a panelas e utensílios feitos de cerâmica esmaltada. Essa camada pode conter níveis elevados de chumbo, outra substância perigosa. Troque-os por similares de aço inoxidável ou vidro.

Plásticos, evite armazenar seus alimentos em potes plásticos ou envolvê-los em papel-filme. O plástico pode liberar resíduos neurotóxicos de derivados do petróleo.

Alimentos que provocam a enxaqueca

Leite industrializado (em caixinha, saquinho ou pó)
O leite sofre alterações químicas durante os processos industriais. Isso causa inflamações e desencadeia a dor de cabeça.

Açúcar, o açúcar branco(refinado) desequilibra o organismo. Prefira adoçar com mel, melaço ou rapadura. E, claro, coma doces só de vez em quando.

Café, chá preto e refrigerantes, eles contêm cafeína, que é estimulante, provoca estresse e desencadeia as crises de cefaléia.

Embutidos (salsicha, salame, mortadela etc.) ricos em nitritos, conservantes artificiais, que dão a cor vermelha aos produtos cárneos industrializados.

Frango, o fígado de frango possui tiamina, amina vasoativa.
Os métodos de criação da maioria das aves,fazem com que a carne contenham aditivos artificiais e antibióticos.

Chocolate contém feniletilamina,amina vasoativa, presente também em queijos.

Glutamato monossódico, liga e transporta o Cobre .Fonte, caldos de carne, temperos prontos, corantes alimentares e enlatados.

Margarina e gordura vegetal hidrogenada, são fontes de gordura trans, que é péssima para a saúde, aumenta o colesterol ruim e causa inflamações. Prefira manteiga em pouca quantidade.

Vinto tinto ( especialmente o Chianti) contém a amina vasoativa tiramina, contida também em queijos envelhecidos e creme de leite.
Chocolate, amêndoas e germem de trigo são ricos em cobre. O cobre está associado ao metabolismo das aminas vasoativas, seu metabolismo relata Vicenti pode ser anormal nos enxaquecosos. As frutas cítricas também estão associadas ao metabolismo do cobre e podem neste caso desencadear uma crise.O Glutamato monossódico, liga e transporta o Cobre .Fonte, caldos de carne, temperos prontos, corantes alimentares e enlatados.

De acordo com Vicenti, o tratamento da enxaqueca deve ser com magnésio e ômega 3 medicamentoso. O tratamento nutricional da enxaqueca é uma planejamento dietético isento dos desencadeadores e rico em magnésio e ômega 3. Os alimentos ricos em magnésio, castanhas, soja, peixes, verduras,cereais e pão; os ricos em ômega 3, salmão de águas profundas,atum,arenque,cavalinha,sardinha e truta.

Fonte: Dinah Maria de Paula Vicenti
Alexandre Feldmam

Linda Susan 28/08/09